Clube de Jovens Cientistas do Museu Nacional – Ciência na Quinta

O Clube de Jovens Cientistas do Museu Nacional: Ciência na Quinta é um projeto de Educação Museal que consiste na formação de um clube de ciências, composto por 25 estudantes do 8º e 9º ano do segundo segmento do ensino fundamental de escolas públicas municipais do território compartilhado com o Museu Nacional. Coordenado pela equipe da Seção de Assistência ao Ensino, o projeto conta com atividades promovidas por técnicos, docentes e  discentes dos programas de pós-graduação do Museu Nacional. O clube se reúne semanalmente, toda quinta-feira, das 13h30 às 16h30, e desenvolve atividades variadas relacionadas às exposições e pesquisas realizadas no Museu Nacional. O projeto possui patrocínio Ibermuseus, tendo sido premiado na IX Edição do Prêmio Ibermuseus de Educação, e conta com a parceria da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro (Coordenação de Projetos de Extensão Curricular e Gerência de Fomento à Pesquisa da Escola Paulo Freire), por meio da qual são selecionados os alunos participantes. 

Objetivo Geral

Promover a educação em ciências e a popularização do conhecimento científico junto a jovens do 8º e 9º ano do Ensino Fundamental, estudantes de escolas públicas municipais, por meio da implementação de atividades educativas nos espaços expositivos e laboratórios do Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista. 

Objetivos Específicos 

• Fomentar o diálogo do Museu com o público jovem que frequenta a Quinta da Boa Vista e/ou que estuda nas escolas públicas municipais do bairro de São Cristóvão;

• Contribuir para a formação e motivação dos jovens por meio de novas experiências intelectuais;

• Favorecer a inclusão sociocultural de jovens estudantes pertencentes às camadas populares residentes no bairro de São Cristóvão e localidades próximas;

• Ampliar o alcance social do Museu, estimulando que pesquisadores e alunos cumpram sua função social de estar próximo da população e a serviço dela e, ao mesmo tempo, aprender com este público;

• Contribuir para a formação de uma visão mais crítica e organizada a respeito do conhecimento com o qual se tem contato no cotidiano;

• Provocar a percepção de que a ciência está presente em situações simples e palpáveis, e que dentro de certas limitações, qualquer pessoa pode fazer do seu modo de pensar um pensar científico;

• Criar situações de troca de conhecimentos de modo que, pós-graduandos, professores e mediadores possam aprender com os questionamentos, pontos de vista e as diferentes experiências e histórias de vida dos estudantes que participarem do projeto;

• Incluir mais uma ferramenta no processo de fortalecimento das interações entre os alunos e professores dos diferentes departamentos e programas de pós-graduação do Museu Nacional;

• Estimular a comunidade das escolas a acompanhar mais de perto o que os cientistas produzem e para quem produzem.

Local das atividades:  Horto Botânico, na Quinta da Boa Vista. Endereço: Rua General Herculano, n.1340, São  Cristóvão-RJ.

Equipe do projeto:

Coordenadoras/Educadoras Museais

Aline Miranda e Souza

Andréa Fernandes Costa

Laís Borges de Azevedo Mota

Extensionistas (Edital RUA – 2018.2)

Cristiane de Campos Augusto – Instituto de Biologia/UFRJ (CEDERJ)

Daiane Dias de Pontes – Instituto de Biologia/UFRJ

Dora de Souza Machado – Instituto de Filosofia e Ciências Sociais/UFRJ

Larissa Valiate Leal de Almeida – Instituto de História/UFRJ

Nádia Santos Arruda – Instituto de História/UFRJ

Estagiários dos Programas de Iniciação Científica Jr (PIC Jr) e Jovens Talentos (FAPERJ)

Bruna Pessoa Considera – Colégio Pedro II 

Laísa Maria Xavier Martins – Colégio Pedro II 

Louise Willner Pinheiro – Colégio Pedro II 

Luiz Alberto Guedes – Colégio Pedro II 

Raiane Gonçalves Weschenfelder – Colégio Pedro II 

  • Para saber mais sobre este projeto, entre em contato pelo email: ciencianaquinta@mn.ufrj.br